20° dia - 15/01/19 - (1ª Parte)

20° dia - 15/01/19 - 1ª Parte
Torres del Paine a El Calafate

O parque Torres del Paine é o principal ícone da Patagônia Chilena. Criado em 1959 e declarado Reserva da Biosfera pela Unesco em 1978. Possui uma surperfíce de 242.242 ha, com um altitude que vai dos 200 m.a.n.m a 3.050 m.a.n.m, com o vertical maciço Paine. Possui três acessos, a portaria Rio Serrano, onde ontem entramos, mais ao sul e próxima de Natales, a portaria Sarmiento e portaria Laguna Amarga. Pois estávamos e pernoitamos neste incrível santuário conhecido como Torres del Paine, no início da trilha que leva ao mirador Grey. Depois de uma noite de muito vento o tempo amanheceu nublado, chuvoso e frio. Queríamos fazer a trilha até o mirante Grey, com cerca de 6 km. Nos arrumamos, nos agasalhando bem, e saímos. Logo a chuva começou a ficar mais forte. Havíamos andando pouco mais de 2 km e resolvemos por conta da chuva retornar, para que o passeio não se transformasse em martírio e ali na frente um forte resfriado. Resolvemos seguir viagem e percorrer o parque. E ele não cansava de nos deixar impressionados com suas lagoas azuis claras, seu multicolorido, e o colosso inacreditável do maciço Paine com seus picos que pareciam dentes de tubarão. Estacionamos o Yete em um mirante privilegiadíssimo, e pouco acessado, de frente ao gigante Paine e seus “cuernos”. E aos poucos as nuvens que o cobriam começaram a descortina-lo. Um estado de incrível deslumbramento e muitas fotos para tentar registrar está pintura divina. Tão lindo e tão duro, inóspito e ameaçador. Também a certeza do quanto à natureza pode ser tão absurdamente linda. Seguimos viagem com a certeza que Torres del Paine é certamente um dos locais mais surreais do planeta e que a estada aqui merece no mínimo 1 (uma) semana, explorando suas trilhas e recantos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário