13° Dia - 08/01/19

13° Dia - 08/01/19
Três Cerros a Rio Gallegos
Quilometragem Parcial: 490 km
Quilometragem total acumulada: 4.792 km 

Hoje nosso objetivo era chegar a Rio Gallegos, a última cidade antes do estreito de Magalhães e da Terra do Fogo. Saímos de Três Cerros e no nosso caminho, a cidade de Puerto San Julian, outro palco importante da história da navegação de descobertas. Aqui o português Fernão de Magalhães aportou, rezou a primeira missa em solo Argentino. Aqui também enfrentou seu primeiro motim, quando parte de sua tripulação toda espanhola, queria voltar a Espanha. Magalhães não dava pistas de seus planos futuros, planos estes já alterados sem aviso prévio, pois a intenção inicial da viagem era chegar em Cartagena na Índia. Em San Julian Fernão conseguiu combater a sublevação e executar seus insuflados, deixando dois deles abandonados por estas terras. A partir de San Julian ele assume a Nao Victoria, a única que com 18 homens dos 237 que partiram, retornaram à Espanha. Entre os sobreviventes o italiano Antônio Pingaffeta, cronista desta incrível aventura, a primeira circunavegação ao redor do globo, a que também descobriu o estreito de Magalhães. Os 18 sobreviventes estavam como trapos humanos e tiveram para sobreviver, comer ratos e as partes de couro do navio. Esta lista de 18 sobreviventes não incluia Fernão de Magalhães, que foi morto por uma flecha envenenada nas Filipinas. Também aqui os desbravadores europeus fizeram contato com os Patagones, assim apelidados por Magalhães, descritos por Pingafeta como gigantes com pés enormes (daí o nome: Patagones, ou Patagões). Ludibriaram os pobres e dóceis nativos e sequestraram dois para serem levados a Europa. No caminho ambos vieram a falecer. Em Puerto San Julian existe uma replica da Nau Victoria. Esta cópia muito fiel, é também um museu temático contando um pouco desta história e a vida destes exploradores a bordo destas embarcações. Infelizmente o atendimento ali deixou muito a desejar. Foi péssimo, beirando a falta de respeito. Certamente tivemos azar com a escala da recepcionista e guia que primeiro nos atendeu. Não deve ser o padrão, pois a sua substituta foi muito atenciosa. Mesmo assim, a visita foi bacana, e gerou muito interesse nas crianças. Após a visita, li trechos do relato de Pingafeta em relação a passagem por Puerto San Julian para os meninos, e ambos se mostraram atentos e interessados. Dali, após reabastecimento em mais um super mercado Anônima, na entrada da cidade, seguimos para tentar alcançar Rio Gallegos. Chegamos quase a noitinha lá (por noitinha, leia-se 20:30, 21:00, quando o sol começa a se por). Em um posto YPF, a partir da indicação do aplicativo iOverlander, conseguimos um ótimo local para pernoitar. Jantamos uma ótima sopa de verduras. O dia seguinte nos reservava a necessidade de uma decisão quanto ao rumo de nossa viagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário