11º Dia - 06/01/19 - (2º Parte)

11º Dia - 06/01/19 - 2º Parte
Fitz Roy a Puerto Deseado
Quilometragem parcial do trecho: 140 km
Quilometragem total: 4.059,2 km


A cerca de 10 km do entroncamento que guarda a homenagem a este personagem da Patagônia Rebelde, chegamos a pequena Jaramillo, que foi palco da derrocada desta manifestação de campesinos. Em Jaramillo, Facon Grande e seu grupo foram presos após um negociação de rendição que envolvia mantê-los vivos. Uma vez aprisionados em um vagão de trem daquela estação, o comandante das forças policiais volta atrás na condição oferecida de poupar suas vidas. Facon Grande e seu grupo, mais de 400 campesinos, foram executados em fuzilamento em uma vala comum a poucos metros da estação. O sítio portanto, é um importante palco histórico deste momento da Patagônia e queria conhecê-lo. Eu e o Artur exploramos o local. Tudo absolutamente deserto em meio a estepe Patagônica. O vento batendo e rangendo as janelas do vagão, davam um ar misterioso ao lugar. Fotografamos belas imagens de um cenário que parecia uma cidade fantasma. Após esta pausa para conhecermos “in loco” um pouco deste capítulo da história da região, seguimos nosso caminho a Puerto Deseado. Após 110 km de Jaramillo, finalmente chegamos nesta pequena e interessante cidade portuária, palco também de inúmeras histórias. Incríveis histórias de navegadores, desde Fernão de Magalhães, primeiro a dar a volta ao mundo ao descobrir o estreito de Magalhães, ao Almirante e Corsário Inglês Thomas Cavedish, que possui um interessante passagem por esta região. Também Charles Darwin por lá aportou em sua volta ao mundo a bordo do veleiro Beagle, excursão essa que resultou na sua teoria sobre a evolução das espécies. Deseado também possui um importante porto as margens da Ria Deseado. A única Ria (Rio salgado, ou melhor, que tem suas águas invadidas pelo mar) da Argentina ali está, e é um santuário ecológico com diversos cânions e ilhas onde inúmeras espécies de fauna aquática vivem e se proliferam. O seu Porto é movimentado e um considerável número de embarcações com tamanho médio lá estavam atracadas. Deseado possui varias atrações por terra ou água. Ali se encontram a partir de um passei de barco que pode em alguma agência local ser comprado, a ilha dos pinguins, onde se avistam os pinguins de penacho. A cidade acolhe muito bem e seu centro de informações turísticas está bem estruturado e seus atendentes altamente qualificados e gentis. Logo concluímos que valeu muito a pena visitar esta cidade. Procurando local para pernoitar, encontramos na praça central da cidade o lugar perfeito. Logo em frente, também encostadas na praça, dois trailers de lanches, comercializando panchos, hamburguesas e bifes (este último é o nosso famoso Xis). Ambos dos mesmos proprietários. Quando estacionei fui averiguar a possibilidade de comprar lanches para o nosso jantar. Abordando a proprietária, senhora Veronica Salemme, expliquei que havíamos ali ao lado estacionado com a nossa “casa rodante”. De imediato ela ofereceu um ponto de luz para acoplarmos nosso cabo de energia. Embora tenhamos autonomia de energia (placa solar e baterias armazenadoras), contar com alimentação externa de eletricidade possibilita o uso de aparelhos, que sem esta opção, não podemos usar, Como por exemplo a máquina de lavar roupa. Aceitamos a gentil oferta e aproveitamos a gentileza para exatamente fazer isso, lavar roupas. Muito gentil e amável a senhora Veronica. Retribuímos, jantando seus ótimos lanches, em especial o bife, um gigante xis, que a propósito estava espetacular. Queremos agradecer a senhora Veronica, que também me contou uma incrível história de sua vida, que futuramente compartilharei. Dormimos felizes com o fato de termos tido a decisão de conhecermos está belíssima e querida cidade da Patagônia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário