Patagônia - 4° dia - 30/12/18

4º dia - 30/12/18
Salto (Termas de Daiman) - Uruguai à Uribelarrea (Cañuelas / Argentina)
Quilometragem Parcial:  520,1 km
Quilometragem Total: 1.463,3 km

Noite muito bem dormida. Somente despertamos em função do barulho de uma ventania, preludiando uma forte tormenta. Já era manhã e portanto levantamos e recolhemos a roupa lavada no dia anterior e estendida no varal que instalamos. Recolhemos também fio de luz e os calços do MH. A chuva veio forte e refrescante. Tomamos nosso café, faxinamos como sempre o MH e seguimos viagem nos despedindo deste simpático lugar. Na fronteira com a Argentina, pouco movimento e trâmites muito rápidos. E por incrível que pareça com um fiscal aduaneiro muito simpático. Seguimos até alcançarmos a ruta 14, que corta a província de Entre Rios, até Buenos Aires. Gostaríamos de ultrapassar a altura de Buenos Aires, e seguimos tranquilo no ritmo do Yete. Uma parada para almoço
e para as lembranças de 2008 quando eu e a Adelaide ingressamos pela primeira vez na Argentina em uma moto de 400 cc totalmente carregada. Viagem que nos levou a Ushuaia, pelas rutas que agora repetiríamos. Alcançamos a cidade de Cañuelas, onde em 2008 pernoitamos em uma espelunca as margens da rodovia. Estávamos fazendo aniversário de 10 anos desta nossa inesquecível aventura ao fim do mundo. Na entrada de Cañuelas abastecemos em um posto Shell cuja infraestrutura era de admirar. Até carrossel na pracinha das crianças havia. Os meninos se divertiram enquanto eu fazia a função de abastecimento de combustível e água. O frentista nos sugeriu uma cidade a 23 km de Cañuelas chamada de Uribelarrea, um pequeno povoado com uma população estimada em 1.147 pessoas (distante 85 km de Buenos Aires). Um povoado muito arborizado, com suas ruas não pavimentados cujo seu centro está a praça centenário em formato octogonal. No seu entorno encontram-se construções de 1890 e a pitoresca e bela Igreja Nossa Senhora de Lujan tmb de 1890. Estacionamos para pernoitar ao lado da escola do povoado em frente à praça. Mosquitos gigantes não permitem curtir a noite. Neste pequeno pueblo operam o hospital psiquiátrico Dr. Dardo Rocha, que atende cerca de 100 pacientes com problemas neuropsiquiátricos e a Fundação "Casa Grande" que ajuda a pessoas com problemas mentais leves e moderados. A presença de alguns personagens do povoado que possuem este tipo de problema resultou como uma curiosidade característica do lugar. Após a caminhada pela praça e a visita à igreja, nos divertimos na nossa casinha rodante, com as crianças ensaiando serem youtubers mostrando como se monta um Lego. Um destaque negativo do dia foi o péssimo estado da Rodovia (Ruta) após a cidade de Zarate até Lujan com crateras imensas e perigosas em alguns locais da via. No mais, dia ótimo, com clima ameno, diferente dos dias anteriores. Excelente pra viajar.


Para quem se interessar com o relato de nossa viagem em 2008 no dia que pernoitamos em Cañuelas vai abaixo o link. Só Clicar AQUI.

Para visualizar as fotos da viagem de 2008, durante os primeiros dias clique AQUI.






















Nenhum comentário:

Postar um comentário