Patagônia - 3° dia - 29/12/18

3º dia - 29/12/18
Rivera à Salto (Termas de Daiman) - Uruguai. 

Quilometragem Parcial: 325,5 km
Quilometragem Total: 943,2 km
Depois de um dia de contra-tempos, estávamos prontos para seguir viagem. Ingressamos no pequeno mas instigante Uruguai, primeiro até a cidade de Taquarembó, onde paramos no parque local, um lugar muito bonito no centro desta cidade Uruguaia. Comemos um lanche, esticamos nossas pernas e seguimos viagem pelos campos de pampa original do pequeno mas imenso Uruguai. Uruguai com seus mistérios, sua mística e seu ritmo todo especial. Chegamos por volta de 16:00 hrs em Salto, no nosso já conhecido camping das termas de Daiman. O dia havia sido extremamente quente. Sem exageros, calor de derreter o asfalto, fato constatado pelo pinche respingado no MH. Instalamos o Yete, e à tardinha pelas 18:00 hrs fomos as piscinas do parque aquático. Que privilégio tem este povo que pode usufruir de um belíssimo parque de piscinas térmicas até as 23:00 da noite. Muito bom e super acessível o ingresso. Após relaxar, pois depois dos perrengues do dia de ontem merecíamos, e muito brincar, voltamos ao camping e brindamos o dia com um gostosíssima pizza acompanhado daquele vinho para lá de especial. Todos “desmaiamos” após o jantar, em função do cansaço e do relaxamento das piscinas termais. Poucas vezes dormi tão bem.

Patagônia - 2º Dia - 28/12/18

2º dia - 28/12/18
Santa Margarida do Sul à Rivera
Quilometragem Parcial: 221,5 km
Quilometragem Total: 617,7 km


O segundo dia de nossa viagem nos reservou uma lista de contra tempos. Alguns quase beirando ao perrengue. Mas sorte que tudo acabou bem, e exercitamos nossa capacidade de sair destas situações com muita calma e equilíbrio. Logo cedo, alguns km após nossa partida, entre Rosário do Sul e Santana do Livramento (80 km desta última) senti o asfalto diferente, e segundos depois o MH começou a perder o curso. Havíamos furado o pneu dianteiro. Trocar o pneu de uma F4000, transformada em MH, não é o mesmo que trocar o pneu de um Uno. A começar pelo peso dos pneus, altura do estepe e quantidade de porcas ultra apertadas para desapertar. Por isto se faz necessário equipamento, e no nosso caso dois em especial fizeram a diferença. O Guincho para descer e içar o estepe que fica preso na parte traseira do MH a mais de 1,80 de altura e o desforcimetro, um equipamento que adquiri a pouco tempo, por sugestão de um borracheiro que tem a simples, mas valiosa função de desatarraxar as porcas sem muito esforço. Outro aspecto que é fundamental nestas situações, como já disse, é fazer tudo com calma. Reformatar o cérebro, que no nosso caso está focado em um cronograma de viagem bem apertado, com muitos km e poucos dias, para o módulo, “relaxa e curte o aprendizado”. Nestes imprevistos a melhor opção é relaxar, e mãos à obra com muita tranquilidade, passo a passo. O produto final é mais experiência e conhecimento. 

Patagônia - 1º Dia - 27/12/18

PATAGÔNIA
1º Dia - 27/12/18
Trajeto = Rolante (BR) - Santa Margarida do Sul (BR)
Quilometragem Parcial= 396,2 km
Quilometragem Total= 396,2 km
Pernoite = Posto Ipiranga de Santa Margarida do Sul (BR290)

Hoje iniciamos a realização de mais um projeto de viagem. Partimos rumo a Patagônia, com a intenção de revisitar locais que conhecemos em nossa primeira viagem de moto em 2008, viagem que denominamos de "Álvaro e Adelaide no Fim do Mundo", quando percorremos praticamente toda a Ruta 03 no sentido Sul, até Ushuaia e após, no retorno, no sentido Norte, conhecendo diversos pontos fantásticos de nossa cordilheira, como Torres del Paine, Glaciar Perito Moreno e outros. Na parte da manhã deste dia de partida, de forma muito tranquila nos dedicamos aos últimos preparativos para a viagem. Pequenos detalhes que são procrastinados, o que nos fazem atrasar a saída. O planejamento e a execução de uma viagem como esta é um eterno aprendizado e apesar da nossa experiência já significativa, continuamos apreendendo e também falhando em alguns aspectos. Este que envolve os preparativos e arrumação para que cumpramos com o horário e data de saida é um deles, porém neste ano melhoramos sensivelmente. Um dos detalhes finais da manhã foi a afixação de um adesivo do Grupo de Proprietários de Motor Home F4000, um grupo de experientes viajantes, que muito tem agregado para o meu conhecimento. As duas portas da cabine, agora ostentariam esta honrosa participação neste grupo.